... :)

Partilhemos...

quarta-feira, maio 25, 2005

E se existem almas que são duas

são-no como os pernos gémeos de um compasso,

a tua o pé fixo que parece imóvel,

mas que se move quando se move o outro.

E embora esteja no seu centro,

quando o outro se põe mais afastado,

dobra, e segue-o intento,

e torna direito quando o outro torna

à sua própria morada.

Assim te vejo, tu para mim, a mim que devo

como ess’outro andar obliquamente:

a tua firmeza controla o meu círculo

e leva-me aonde me nasci


"A ilha do dia antes"
Umberto Eco
- autor desconhecido -